quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Advogados de corruptos lamentam penas altas

Hermes Guerrero, advogado de Ramon Hollerbach, ex sócio de Marcos Valério - o operador do maior escândalo de corrupção do Brasil, chefiado por José Dirceu - lamentava hoje que seu cliente estava recebendo penas muito pesadas. Ramon recebeu mais de 14 anos em cinco condenações além de multas acima de R$ 1,5 milhão. E, pior, ainda resta a fixação de penas pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas.
Hermes esperava que os juízes aplicassem penas mínimas, o que poderia provocar prescrições. Uma coisa ele já sabe: seus clientes cumprirão as condenações em regime fechado.



Para a maioria da população que se manifesta pelas redes sociais, as penas são baixas e incentivam a prática do crime. A sensação de impunidade será sentida pelo povo quando, em menos de dois anos, virem José Dirceu, Genoíino e Delúbio passeando por ai, livres e preparados para montar um novo golpe.