quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Desentendimentos com Ministro derrubam secretário paulista

Secretário de Segurança de SP pediu pra sair
Fernando Grella Vieira substitui Antonio Ferreira Pinto


O novo titular da pasta foi confirmado pelo governador Geraldo Alckmin nesta manhã em substituição Antonio Ferreira Pinto que pediu exoneração. A troca ocorre nos momentos de violência na capital. Fernando Vieira já foi Procurador Geral de Justiça do estado e promotor público durante quase 30 anos.

A saída de Ferreira Pinto ocorreu depois de uma série de desentendimentos com o ministro da Justiça, Eduardo Cardozo. Comenta-se que ele não aceitou procedimentos que fugiam da lógica ao combate ao crime organizado e não fez concessões as reivindicações políticas de Cardozo. Ao assumir a secretaria demitiu 317 policiais civis e militares. 


Antonio Ferreira Pinto
Geraldo Alckmin não consegue sequer controlar a entrada de celulares em presídios mas fala em identificar o DNA do crime organizado, repetindo a balela do ministro que, recentemente, admitiu que as prisões brasileiras estão um caos. Da sua famosa frase "se tivesse que cumprir pena em presídio brasileiro eu preferiria me matar" vem a comprovação de incompetência dele e dos anteriores" já que a responsabilidade por esse status quo do sistema penitenciário é de sua responsabilidade. Satirizando, o ministro Gilmar Mendes, do STF, foi claro na resposta: pena que ele venha a falar sobre esse caos somente agora. O problema que já existe "desde sempre", conforme Gilmar Mendes disse, é apresentado de forma dramática exatamente no momento que os companheiros de partido de Eduardo Cardozo são condenados a prisão.