quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Supremo Tribunal Federal é elogiado na Inglaterra



Joaquim Barbosa não permitiu que o escândalo terminasse em pizza 
A revista inglesa 'The Economist' elogia STF e diz que mensalão não 'acabou em pizza'.

A revista britânica elogiou a atuação do Supremo no processo do mensalão e ressalvou a importância da atuação dos seus ministros na sua conclusão com a condenação e cassação de mandatos dos condenados.

"É tão raro a corrupção política levar a uma punição no Brasil que há uma maneira de se designar a forma como os escândalos acabam. Eles 'acabam em pizza' (...) Mas um escândalo particularmente descarado acabou, surpreendentemente, tendo um fim desagradável para alguns tarimbados malfeitores ", diz a The Economist.

A revista fala da condenação de José Dirceu como figura importante no PT e destaca que Valério, "um publicitário foi condenado a 40 anos" voltou a denunciar e, desta vez, o ex-presidente brasileiro até então fora do foco das investigações, acabou alvo de acusações como uso dos recursos roubados para pagar suas contas pessoais e sobre o conhecimento que ele tinha das práticas ilícitas. Como bons exemplos a revista cita a lei da Ficha Limpa. A operação Porto Seguro com novos e gravíssimos indícios de práticas de corrupção e cita Rosemary como "muito próxima" de Lula desde antes do seu período presidencial.

"Apesar do veredito do mensalão, a pizza não desapareceu por completo do menu", termina a matéria.