quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Candidata quer substituir livros por tablets


Christine Quinn é candidata a prefeitura de Nova Yorque e apresenta uma proposta singular: trocar todos os livros por tablets sob a alegação de que os de papel custam caros e os livros digitais tem muito mais capacidade de informação e pesquisa. Quinn afirma que se gasta US$ 100 milhões com livros e esse dinheiro é suficiente para dar um tablet para cada estudante. Perguntei a uma professora se isso seria possível no Brasil. A resposta foi clara. Segundo ela os tablets seriam vendidos por muitos dos alunos para compra de drogas, considerando que atualmente o material escolar e até as mochilas dadas pelo governo tem esse destino. Nas escolas públicas os livros escolares acabam guardados em salas das escolas porque os alunos simplesmente se recusam a levar pra casa. No final do ano letivo uma montanha de livros nunca usados acaba sendo vendida para a reciclagem. Basta pesquisar para saber.