quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Cuba prende dissidentes e comete abusos, denuncia Human Rights Watch

CUBA É O PAIS MAIS REPRESSIVO DA AMÉRICA LATINA

A informação é da Human Rights Watch que condena as prisões arbitrárias e exilio forçado de dissidentes. A entidade também denuncia abusos na Venezuela e México.

Dissidentes presos pela polícia cubana por promover protestos

A Human Rights Watch afirmou que Cuba continua sendo o país mais repressivo da América Latina segundo seu boletim anual divulgado nesta semana. "Cuba é o único país da AL onde se reprime quase todas as formas de protestos políticos promovendo detenções arbitrárias e até exílio forçado. Os cubanos que se atrevem a criticar o governo são alvos de ações penais sem garantias de defesa. Os cidadãos não podem viajar sem comunicar as autoridades seu itinerário. Não existe imprensa livre - só o jornal do Partido Comunista - as emissoras de televisão são controladas, não existem eleições.

A Venezuela foi acusada também de quebrar os direitos humanos de seus cidadãos. O governo chavista intimida, censura, processa e prende opositores tem a justiça sob seu controle. As prisões venezuelanas são "os mais violentos da América Latina". Em recente incidente mais de 58 presos foram mortos.

Lula e Dilma apoiam esses governos ditatoriais como em recente episódio onde se empossou um morto na presidência da Venezuela.