sexta-feira, 1 de março de 2013

Deus me livre, diz José Dirceu sobre prisão

Deus me livre, disse Dirceu sobre comentário de Barbosa que
os condenados do mensalão podem ser recolhidos em julho

Dirceu evita comentar previsão de Barbosa sobre penas


FERNANDO GALLO - Agência Estado
O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no mensalão, não quis comentar a afirmação do presidente do Supremo Tribunal Federal e relator do caso na corte, Joaquim Barbosa, de que as penas dos condenados no julgamento devem começar a ser cumpridas até julho. "Deus me livre", disse Dirceu, referindo-se ao fato de que não comentaria a decisão, após ser abordado por jornalistas. "Nem pensar em uma coisa dessas", completou, reiterando que não falaria sobre o assunto.
Dirceu está em Fortaleza, no Ceará, para a reunião do Diretório Nacional do PT. Ele também não quis comentar a fala do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, em um seminário do PT na quinta-feira (28/02), também em Fortaleza, afirmou que quem errou "tem que ser punido". Contudo, na ocasião, Lula não fez referência a nenhum caso particular e se disse disposto a discutir corrupção com seus os opositores.