sexta-feira, 14 de junho de 2013

População apoia protestos, diz pesquisa

Indignação em alta: povo reage contra aumentos
Pesquisa Datafolha mostra que população aprova protestos

Entre 815 entrevistados pelo Instituto Datafolha, 55% aprovam e apoiam os protestos contra o aumento das tarifas de ônibus, metrô e trens e 41% são contrários. Sobre o comportamento da Polícia Militar, 47% disseram que "foram violentos". Entre os que apoiam o movimento, 67% tem renda acima de 10 salários mínimos e 51% deles não usam transporte público.

Quanto ao valor das tarifas, R$ 3,20, a pesquisa mostrou que para 67% o reajuste foi alto. O Movimento Passe Livre quer tarifa zero. Neste caso a prefeitura teria que investir R$ 6 bilhões por ano para subsidiar as passagens. 

Sobre a qualidade do transporte público na capital paulista, 55% dizem que é ruim ou péssima. Destes, 40% usam diariamente o sistema.

Os aumentos deveriam ser maior para acompanhar a inflação no período (15,5%), mas foi mantido em R$ 3,20 (6,7%) "para não causar protestos". Imagine se o preço real do reajuste (R$ 4,46) fosse aplicado? Os aumentos ocorreram por conta da inflação que o governo Dilma não consegue conter. As vendas de varejo em abril de 2013 despencaram para o pior índice dos últimos 10 anos.

Analistas políticos concordam que a capacidade de indignação do povo se elevou para níveis que podem causar profundas alterações no panorama político nacional.