sábado, 16 de agosto de 2014

Segundo turno com Marina e Aécio

Marina e Aécio podem protagonizar disputa presidencial no segundo
turno: risco de fraude nas urnas eletrônicas?

Marina assumiu o compromisso de respeitar os acordos feitos pelo PSB e focar sua campanha na linha desenvolvimentista. Esse foi o caminho encontrado para a formalização do seu nome como candidata pela coligação do PSB.

Pelos seus maus resultados na economia, péssimo ambiente político, corrupção desenfreada no seu governo e sua falta de liderança, Dilma deve cair nas pesquisas em benefício de Marina que saiu das últimas eleições com 20 milhões de votos. Aécio será menos prejudicado que Dilma. Por isso já se pode vislumbrar que ambos disputem o segundo turno. Para a maioria anti-PT, já será suficiente.

A candidatura de Marina foi dificultada pelo PT ao trabalhar para impedir a criação do seu partido Rede e, agora, com a morte de Campos, sua indicação como candidata. Lula trabalhou intensamente para que isso não acontecesse porque sabe que Marina representa perigo para a continuação do PT no poder. Ninguém chuta cachorro morto.

Pesquisa telefônica feita ontem, a pedido do PSB, segundo Lauro Jardim, da Revista Veja, Dilma está em primeira e Marina em segundo, pouco à frente de Aécio. Na simulação de segundo turno Marina venceria Dilma. Esse quadro já ocorre um dia após a confirmação do nome de Maria Silva como candidata oficial do PSB. Aécio Neves tem chances de ultrapassar Dilma durante a campanha jogando nos erros da candidata oficial do continuísmo. Dilma é muito ruim para raciocinar, pensar e falar.

Diante de um fato tão lógico já se especula, também, a volta de Lula e fraudes nas urnas, tal e qual ocorreram na Venezuela.