quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Vai começar uma nova campanha presidencial

Ex-senadora Marina Silva e então candidata a vice-presidente

A sucessão presidencial muda radicalmente com a morte de Eduardo Campos em grave acidente aéreo em Santos e a possível substituição por Marina Silva. Tucanos e petistas entraram em pânico com a sua eventual entrada na disputa. Nas últimas eleições presidenciais ela recebeu 20 milhões de votos e, quando incluída na lista de candidatos, ela chegou a 27% nas pesquisas.

Dentro do PSB pode haver divisão pelo nome de Marina mas caso ela não seja indicada a campanha do partido será descontinuada, certamente.

O PT fez de tudo para impedir a criação da Rede de Sustentabilidade e acabar com a chance de Marina criar seu partido. Isso a obrigou filiar-se ao PSB e entrar na campanha como vice. 

E agora, se se confirmar candidata?
Tudo muda e começa uma nova campanha presidencial.
E a maior prejudicada será Dilma Rousseff, sem dúvida. E Dilma terá que "fazer o diabo" para impedir que Marina vença.

E diabo é palavra usual na boca presidencial.

Quem é Marina Silva:
Maria Osmarina Marina Silva Vaz de Lima 
Ambientalista, historiadora, pedagoga, ex-senadora.
Nasceu em 8 de fevereiro de 1958 (56 anos), Rio Branco, Acre)
Prêmio: Shorty Award: Políticos
É evangélica da Assembléia de Deus desde 1997
Marina alfabetizou-se aos 16 anos de idade, formou-se em História em 1984,fez especialização em teoria Psicanalítica e Psicopedagogia.