quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Com Marina na frente PT entra em pânico. Dilma foge da entrevista no Jornal da Globo

Christiane Pelajo e William Waack, apresentadores do Jornal da Globo
Perguntas sem respostas

Os últimos resultados das pesquisas mostram o crescimento de Marina no maior colégio eleitoral do país - o Estado de São Paulo - e o desespero do PT diante da fragorosa derrota à vista. Marina chegou a 39% das intenções de votos no estado paulista - subiu 4 pontos - enquanto Dilma Rousseff obteve 23% e Aécio 17%. A pesquisa foi realizada pelo Ibope entre sábado e segunda feira a pedido da Rede Globo e ouviu 1.806 eleitores em 87 cidades do estado. Existem 10% de indecisos e 4% votaram em outros candidatos.

Entre os católicos Marina tem 36% contra 25% de Dilma e 19% de Aécio e entre os evangélicos Marina tem 49% dos votos contra 20% de Dilma e 9% de Aécio. A candidata do PSB é preferida entre 43% dos eleitores que dizem votar em Geraldo Alckmin.

Desconcertados, os comandantes da campanha de Dilma estão em total pânico e cometem erros grosseiros. Confusos, decidiram proibir Dilma de participar da entrevista no Jornal da Globo. Simplesmente disseram que a candidata não participaria da entrevista.

A redação do jornal publicou, depois, as perguntas que faria a Dilma. Certamente Dilma não teria respostas para elas. 

1. Os últimos índices oficiais de crescimento indicam que o país entrou em recessão técnica. A senhora ainda insiste em culpar a crise internacional, mesmo diante do fato de que muitos países comparáveis ao nosso estão crescendo mais?

2. A senhora continuará a represar os preços da gasolina e do diesel artificialmente para segurar a inflação, com prejuízo para a Petrobras?

3. A forma como é feita a contabilidade dos gastos públicos no Brasil, no seu governo, tem sido criticada por economistas, dentro e fora do país, e apontada como fator de quebra de confiança. Como a senhora responde a isso?

4. A senhora prometeu investir R$ 34 bilhões em saneamento básico e abastecimento de água até o fim do mandato. No fim do ano passado, tinha investido menos da metade, segundo o Ministério das Cidades. O que deu errado?

5. Em 2002, o então candidato Lula prometeu erradicar o analfabetismo, mas não conseguiu. Em 2010, foi a vez da senhora, em campanha, fazer a mesma promessa. Mas foi durante o seu mandato que o índice aumentou pela primeira vez, depois de 15 anos. Por quê?

6. A senhora considera correto dar dentes postiços para uma cidadã pobre, um pouco antes de ser feita com ela uma gravação do seu programa eleitoral de televisão?