terça-feira, 31 de março de 2015

Rui Falcão diz que o PT é vítima da corrupção

Dilma e Rui Falcão: na falta de discurso, mentiras

Por Edson Joel

Markus Sokol, líder da corrente de extrema esquerda disse que "esperava muito mais" do encontro de Lula com as lideranças da militância petista de todo Brasil, reunidos num hotel de luxo, no sul de São Paulo. Lula foi falar para 27 representantes dos Diretórios Regionais do Partido dos Trabalhadores, ontem, tentando passar uma mensagem de ânimo diante do massacre que o partido vive diante de incontáveis casos de corrupção no governo federal.

"O manifesto é forte, mas o que propõe?. É a situação que é forte, não o manifesto" - concluiu Markus Sokol que esperava mais do partido frente as medidas de ajustes fiscais adotados pelo governo. As medidas econômicas de Dilma são exatamente o que o PT sempre combateu na época de FHC a quem chamavam de neo-liberal. Comparativamente Dilma, pelas atitudes econômicas, seria eleita a Rainha do Neo-Liberalismo-Perfeito-e sem dó, em qualquer país do planeta.

Os pseudo-cientistas políticos pró PT enfiaram a viola no saco e sumiram. Alguns patéticos dão a cara para passar o vexame de tentar "convencer" os não militantes do partido (que mais roubou o país) de que não há corrupção ou que Dilma não faz parte dele.

O erro do PT é ter nas suas fileiras líderes como Rui Falcão que ontem saiu com mais uma pérola: disse que o PT é vítima da corrupção. Frases feitas inspiradas nos cansativos discursos mofados da esquerda burra só ajudam a oposição. Como bem disse um popular:

- O Lula rouba e sai gritando pega-ladrão!