sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Garotinho levado à força para a prisão

Flagrante da prisão do ex-governador do Rio, Antony Garotinho. Mais tarde foi retirado do hospital (vídeo)

Preso sob acusação de compra de votos, o ex-governador Antony Garotinho acabou sendo levado à força, do hospital onde estava com problemas de pressão alta para a penitenciária de Bangu, por decisão judicial.


Sua prisão preventiva ocorreu durante as investigações da Operação Chequinho sobre compra de votos. Garotinho passou mal nas instalações da PF, no centro do Rio e foi levado no Hospital Souza Aguiar. Ontem, mesmo resistindo, foi levado para a penitenciária. Rosinha, atual prefeita de Campos e sua filha, Clarissa, deputada federal pelo Rio de Janeiro.

- Ele não é bandido - repetia Rosinha, sobre o marido, afirmando que ele não foi preso por roubo, nem por enriquecimento ilícito, nem por envolvimento na Lava Jato. Segunda ela, ele foi preso por retaliação, por ter apresentado provas contra Cabral, também preso pela PF.

"Tem muita coisa ainda que vai explodir" - previu Rosinha. "Muita coisa vai aparecer. Pessoas que já estão inclusive na delação de Cavendish", completou.

Os advogados de Garotinho afirmam que ele pode sofrer um AVC. Ao deixar o hospital, as cenas foram marcantes. Veja o vídeo.