domingo, 26 de fevereiro de 2017

Como evitar golpes pelo WhatsApp




Por Edson Joel

Um novo golpe no WhatsApp já fez mais de um milhão e meio de vítimas e a maneira de enganar as pessoas é simples: basta clicar numa mensagem (foto acima) que promete acesso às conversas dos seus contatos. Em menos de três meses muita gente perdeu dinheiro, algo estimado em quatro milhões de reais segundo a ESET do Brasil, empresa ligada a pesquisas e segurança na internet. A Revista Veja publicou uma matéria alertando para o assunto.

O usuário recebe a mensagem acima, vinda de um "amigo" da lista. Quando o incauto clica, surge uma nova mensagem que solicita acesso à sua lista de contatos. Ao permitir, o usuário repassa a sua lista para o golpista além de assinar, sem saber, um serviço de mensagens de textos sobre assuntos diversos ao valor de R$ 2,40. O serviço é cobrado pela operadora de telefonia que, se solicitado, deve cancelar o serviço.

Outro golpe comum, pelo WhatsApp, pode causar danos maiores. Os criminosos conseguem entrar nos grupos e roubar seus dados e endereços de todos os membros. De posse do número do seu telefone fazem uma cópia do cartão SIM que vai funcionar como se fosse o seu. Uma secretária de uma grande empresa recebeu, por WhatsApp, pedido do seu chefe para realizar um depósito de R$ 100 mil em determinada conta. Ocorre que o telefone do chefe tinha sido clonado e a secretária acreditou no pedido.

COMO EVITAR

Um modo de evitar esse tipo de crime é ativar a "verificação em duas etapas" no WhatsApp. Entre em "configurações/conta/verificação em duas etapas" e coloque um código de acesso (senha com 6 dígitos). Isso dificultará que o criminoso tenha cesso à sua conta.