sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Como se vingar das irritantes vendedoras telemarketing



Aprenda como se divertir com vendedores por telefone

Por Edson Joel

Você não se irrita com as inoportunas ligações das vendedoras de telemarketing?
Eu encontrei uma maneira de me vingar. E isso tem me divertido muito.

Ontem, por exemplo, um mala com voz de locutor de FM - operador de telemarketing é locutor frustrado - nem esperou meu alô à sua chamada e disparou:

- Sr. Edson, a Folha está com nova programação visual, tornou um jornal lindo sem contar que tem a melhor qualidade editorial. Preenchendo um cadastro novo (assinei a Folha durante 20 anos e o Estadão uns 30) nós lhe enviaremos 15 dias de jornal grátis e caso o senhor não se manifestar entre o 10 e o 15º dia do início da entrega, nós consideraremos como assinante.

O cara pediu meus dados, preencheu o pedido. 
Eu só respondia ao que ele perguntava. Depois de tudo pronto ele arrematou:

- O senhor gostaria de ver nosso jornal?

- Não, não gostaria de ver seu jornal - disse, pesaroso.
- Como assim, são 15 dias grátis e mesmo assim o senhor não quer ver?
- Não - resumi.
- Não porque senhor? - insistiu o mala.
- Porque sou cego - falei de mansinho e resignado, mas querendo gargalhar.
- Hããã, bom, quer dizer, éééé, desculpe senhor - se atrapalhou ele, sem saber o que dizer mais.

- A Folha já publica em braile? perguntei, provocando.
- Não senhor - respondeu e agradeceu com o tradicional "a Folha agradece, me desculpe e tenha um bom dia senhor."

Minha mulher, explodiu em gargalhadas.
Rio tanto quanto outra vingança que pratiquei numa manhã de sábado. O dia estava maravilhoso até que uma telemarketing me ligou.

A moça desconfiou que algo diferente estava acontecendo porque, entre um alô e uma resposta, eu suspirava ofegante e ritimado e, vez ou outra, pedia um momento. E sussurrava palavras melosas e apaixonadas. Até ela me perguntar, curiosa:

- O senhor está passando bem?
- Sim, estou. O problema é que o ar condicionado desse motel está quebrado - respondi, sugerindo a ela que eu estava muito ocupado.
- Senhor, desculpe, o senhor deveria ter me avisado que estava ocupado e não podia me atender - reclamou ela.
- Imagina que eu ia perder essa sua promoção! - exclamei, rindo, gargalhando e me vingando.

Faça isso você também.


Leitura relacionada: A Vingança