quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Herval assume se Takaoka for cassado


Yoshio Takaoka, presidente da Câmara de Marília


Em caso de cassação, Herval Rosa Seabra deve assumir o lugar de Yoshio Takaoka, presidente da Câmara de Marília, preso em flagrante pela Polícia Federal na última quarta feira, acusado de compra de votos.  Ele foi eleito com 2.125 votos. Na tentativa de descaracterizar a negociata, assessores, também presos, formalizavam um contrato de prestação de serviços no valor de R$ 100,00. Chegues de campanha assinados, em branco, contratos sem assinatura e outros documentos foram apreendidos pela polícia. Jairo José Genova, promotor da Justiça Eleitoral afirmou que, se comprovadas as acusações, pedirá a cassação do vereador. A sessão de diplomação dos eleitos está marcada para o dia 18 de dezembro. Os presos estão nas cadeias de Lutécia e Garça e uma assessora, em Vera Cruz.