segunda-feira, 30 de junho de 2014

Prefeito do PT é reprovado pelos paulistanos

São Paulo se transformou em campo livre para venda e consumo de
drogas no governo do petista Fernando Haddad. Desrespeita-se as
leis e aceita-se o tráfico, livremente.Drogados recebem ajuda
com a chamada "bolsa crack", paga pelos contribuintes.
36% dos paulistanos acham Haddad ruim ou péssimo.

O Datafolha publicou que apenas 17% dos paulistas aprovam a administração do prefeito petista Fernando Haddad enquanto 36% dizem ser ruim ou péssima e 44% apenas regular. Dos pesquisados somente 4% acham que Haddad superou as expectativas enquanto mais de 77% dizem que ele fez muito menos que o esperado. Segundo o Datafolha a pesquisa foi realizada nos dias 25 e 26 de junho. Das promessas de construção de corredores de ônibus, saúde, creches e educação o petista cumpriu menos de 8%.

Haddad ficou conhecido como o ministro do Kit Gay quando ocupava a pasta da educação e, como prefeito paulista, apoia políticas públicas que mantém os drogados nas ruas, e a criação da "bolsa crack", pago aos consumidores de drogas.  Haddad é cabo eleitoral do candidato de Alexandre Padilha ao governo do Estado.