terça-feira, 24 de dezembro de 2013

A estrela do PT brilha na Papuda




As autoridades reforçaram a segurança na penitenciária da Papuda - onde estão presos os corruptos do PT, envolvidos com o escândalo do mensalão - depois da descoberta de um plano de rebelião.

Os presos aparentam descontentamento desde que os mensaleiros chegaram ao local cercados de regalias, inclusive com horários de visitas especiais na sexta feira, enquanto na quarta e quinta centenas de familiares de presos comuns se espremem ao relento esperando para visita-los. O dia de visita especial, criado pelo diretor do presídio para favorecer os corruptos, causou indignação entre os demais prisioneiros e a justiça determinou que fosse proibido. 

José Dirceu e Delúbio, como os demais detentos, ficarão sem visitas de Natal. Mas eles terão uma comida especial para a data. A quentinha que será servida no jantar, entre 16 e 17 horas, terá fatias de peru com farofa, arroz e feijão. A comida é servida num prato de plástico, parte de um kit que os presidiários recebem quando entram para cumprir pena. Dirceu, quando chegou na penitenciária recusou-se a receber o kit mas foi informado que não tinha opção. Entre outras normas está a de vestir o uniforme do presídio. Normalmente a marmita contém arroz, feijão e carne de frango ou moída. Dirceu come três refeições por dia: o café da manhã com pão e leite, almoço e o jantar. Quem tem dinheiro pode comprar algum produto na cantina da Papuda. Os mensaleiros não terão direito ao "saidão". 

Além de Delúbio - que disse que o mensalão iria virar piada de salão - e Dirceu, também cumprem pena na Papuda os ex-deputados Pedro Henry e Pedro Corrêa, Marcos Valério e seus sócios Ramon Hollerbach e Cristiano Paz.

Neste Natal a estrela do PT vai brilhar na Papuda.