segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Outro petista vai para a cadeia. João Paulo Cunha será recolhido nesta terça.


João Paulo Cunha tem prisão decretada

O STF determinou a prisão do deputado João Paulo Cunha, do PT, condenado no processo do mensalão a cumprir a pena de seis anos e quatro meses em regime semiaberto. Ele foi acusado de peculato e corrupção passiva e sera recolhido ao xadrez, na Penitenciária da Papuda, onde já se encontram outros 17 sentenciados do total de 25 condenados, inclusive o chefe da quadrilha, José Dirceu. Cunha diz que não pretende renunciar. 

A decisão para o recolhimento do deputado aos costumes da Papuda veio do despacho do Ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF: “nego seguimento ao recurso do embargante quanto aos crimes de corrupção passiva e peculato relativo à contratação da empresa SMP&B por faltar-lhe requisito objetivo essencial de admissibilidade e por considerá-lo meramente protelatório. Determino, como consequência, a imediata certificação do trânsito em julgado quanto a essas condenações e o início da execução do acórdão condenatório", sentenciou ele.

Além dos seis anos e quatro meses, Cunha também foi condenado a mais três anos por lavagem de dinheiro, totalizando 9 anos e quatro meses. Mas neste crime pode haver contestação com os embargos infringentes. Esse recurso pode permitir até novo julgamento.

José Genoino, outro petista condenado, deve voltar a penitenciária para cumprir seua pena depois que terminar o período de 90 dias concedido para tratamento da saúde . Barbosa já deixou isso bem claro.