segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Cardeal é acusado de assédio por 4 padres e pede renúncia: Papa aceitou

Keith O'Brien, arcebispo de St. Andrews
O cardeal escocês Keith O'Brien, arcebispo de St. Andrews e Edimburgo, está sendo acusado de ter assediado pelo menos quatro padres nos últimos 30 anos. A denúncia ocorre depois que outro membro do alto clero, o cardeal americano Roger Mahony, ex-arcebispo de Los Angeles, ser acusado nos últimos dias de proteger padres que teriam abusado sexualmente de fiéis. Os escândalos surgem após a renúncia do Papa Bento XVI, acusado pelo próprio clero de se abster dos sérios problemas de pedofilia dentro da igreja, além de corrupção e disputa por poder.

Ambos têm menos de 80 anos e poderiam votar na eleição do próximo papa. Keith O'Brien pediu renúncia alegando idade e o Papa Bento aceitou. O'Brien nega os abusos sexuais.

Em 1987 pesquisa mostrou que 72% dos padres americanos confessaram-se homossexuais. As seguradoras americanas tem recusado contratos com a igreja Católica dos Estados Unidos decorrente das constantes denúncias de abuso sexual e acordos realizados para pagamento de indenizações.