sábado, 2 de fevereiro de 2013

Comparsas abafarão denúncias contra Renan Calheiros

Amante de Renan, Mônica Veloso posou
nua para revista masculina.
Por Edson Joel

Dentro do congresso nenhuma denúncia contra Renan Calheiros, o novo presidente do senado, avançará se depender dos comparsas. Renan foi eleito com apoio de Dilma Rousseff e ele é considerado importante parceiro político para os objetivos do governo do PT. 

O esquema está montado e toda representação contra Renan, na comissão de ética, será arquivada. O plano começou a funcionar com a violenta defesa de Collor a Renan e contra o procurador geral da República. O novo presidente do senado está envolvido com o escândalo da amante Mônica Veloso que era sustentada com suposto dinheiro de um lobista, ligado a uma empreiteira. Para justificar o pagamento, depois de descoberto, Renan Calheiros apresentou notas frias. Romero Jucá, do PMDB de Roraima já afirmou: - "Vamos arquivar. Não adianta ficar remoendo o passado. Isso é matéria vencida e discutida no Senado". Jucá é outro senador com passado comprometido com ações políticos fisiologistas.

Atualização dezembro 2016: Renan Calheiros, somente 9 anos após, transformou-se em réu no STF, nesse processo.