domingo, 27 de janeiro de 2013

Banda da boate incendiada usava efeitos pirotécnicos

Banda que se apresentava em boate tinha hábito de fazer shows pirotécnicos

Rio Grande do Sul - A tragédia de Santa Maria chocou o país. O incêndio é o segundo maior do Brasil, sendo o primeiro ocorrido em Niterói, no Rio de Janeiro, no Gran Circus Norte-Americano, que deixou mais de 500 pessoas mortas. A banda chamada "Gurizada Fandangueira" que se apresentava no local foi relatada no Twitter por ser muito conhecida por fazer shows com objetos inflamáveis. 

Autoridades atualizaram para 232 o número de mortos da tragédia na boate "Kiss". A polícia ainda está investigando as causas do incêndio. A boate não possuía saída de emergência e nem ventilação. Seguranças teriam impedido a saída das pessoas, ignorando os pedidos de socorro. Testemunhas alegaram que os funcionários queriam que as pessoas desesperadas pagassem a comanda antes de saírem do local. 

De acordo com os bombeiros, o alvará da boate teria vencido em agosto de 2012 e há relatos de que o estabelecimento estaria superlotado.