segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Olívio Dutra pede a renúncia de Genoíno


Ex-governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra, do PT 

Segundo O Globo, o ex-governador gaúcho Olívio Dutra, que tem história no PT, pediu a renúncia de José Genoíno durante uma entrevista, ao vivo, pela Rádio Guaíba. Para ele, Genoíno não deveria ter tomado posse do cargo de deputado depois de ter sido condenado no processo do mensalão. O jornal cita que o ex-governador ainda criticou as "más companhias" do PT, referindo, possivelmente, aos principais aliados do governo como Collor, Renan Calheiros, José Sarney e todos os criticados por Lula como "picaretas do congresso." 

"Eu acho que tu deverias pensar na sua biografia, na trajetória que tem dentro do partido. Eu acho que tu deverias renunciar. Mas é a minha opinião pessoal, a decisão é tua. Não tenho porque furungar nisso - disse Olívio Dutra que até então não sabia que Genoíno participaria do programa, também. Genoíno limitou-se a dizer que não tinha cometido crime quando foi presidente do PT. E sobre o julgamento pelo STF disse que a sentença não é definitiva (há recursos técnicos) e que vai cumprir a decisão final. Neste caso, diga-se, prisão semi aberta, isto é, a noite tem que dormir na cadeia. 

Dutra citou abertamente que Genoíno e Dirceu possibilitaram negociatas com dinheiro público e acredita que o PT deva explicar os erros cometidos, práticas que eram comuns entre seus adversários.

- Eu avisei em uma ocasião que íamos sofrer com as más companhias. Más companhias que não são somente aquelas de fora para dentro, mas também de dentro do partido à medida que vão chegando pessoas. Na medida que tu tens cargos para oferecer, há pessoas no partido que não conhecem nada da história nem da razão de ser. O PT falha nisso e deixa de ser uma escola política e passa a agregar pessoas por conta dos cargos " lembrou Dutra sobre o aviso que tinha feito aos dirigentes do PT.