terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Liminar garantiu posse de Vinícius Camarinha

Vinícius Camarinha, ao lado da mãe Paula Almeida, na posse da prefeitura de Marília.
(reprodução TV TEM)
Aos 33 anos de idade, Vinícius Almeida Camarinha assumiu esta manhã a prefeitura de Marília. Sua posse ocorreu graças a uma liminar concedida pelo TRE por onde corre um processo onde ele tenta reverter a decisão tomada por Silas Silva Santos, juiz eleitoral da cidade. Vinícius foi acusado por candidatos concorrentes de uso indevido da mídia. Silas acatou a denúncia e pronunciou-se em sentença cassando o registro de Vinícius, eleito com mais de 61 mil votos, e determinando uma nova eleição. Dois dias antes da data da diplomação dos eleitos, Vinícius entrou com recurso e obteve uma liminar que lhe permitiu a diplomação e posse. O mérito da questão será decidido após o recesso jurídico. A procuradoria já pediu a manutenção da sentença de primeira instância e, se mantida, o prefeito empossado hoje será cassado definitivamente. Neste caso uma nova eleição deverá ser marcada já no primeiro trimestre do ano. Nesse ínterim, o presidente da Câmara de Marília assumiria a direção da prefeitura até a eleição do novo prefeito. 

Luiz Eduardo Nardi, do PR e José Expedito Carolino (Capacete) disputam a presidência da casa legislativa. Os 13 vereadores que tomaram posse, na mesma sessão, foram: Delegado Damasceno (PSDB); Engenheiro Nardi (PR); Cícero do Ceasa (PT); Zé Menezes (PSL); Capacete (PDT); Samuel da farmácia (PR); Yoshio Takaoka (PSB); Marcos Custódio (PSC); Coraíni (PTB); Silvio Harada (PR); Sônia Tonin (PSC); Palhaço Choquito (PSD) e Bassiga (PHS). Takaoka assumiu sob liminar. 

O novo prefeito inicia seu governo executando o Plano de Emergência para a Recuperação da Cidade, Perc.