domingo, 28 de abril de 2013

Dilma está conseguindo: produção da Petrobras cai 5% e lucro 17%


Seguindo os passos de Hugo Chavez, Dilma Rousseff está conseguindo o impensável: quebrar a Petrobras. O lucro líquido da estatal caiu 17% no primeiro trimestre e a produção recuou significativos 5%. A produção de petróleo e gás caiu decorrente da falta de manutenção. O gás é utilizado nas usinas termo elétricas para evitar um apagão. O dinheiro dos investimentos foi desviado para bancar a campanha da gerentona (desconto no preço da energia elétrica, por exemplo, usado como mote de campanha política) que tem provado, a cada dia, que sua eleição foi mesmo um acidente.

O déficit entre importações e exportações chegou a 454 mil barris diários. Os preços dos combustíveis sobem e alimentam a inflação. 

Hugo Chavez usou o dinheiro do petróleo indiscriminadamente para fins políticos e manutenção do poder e, apesar da sua grande produção, o país vive mergulhado em inflação alta, desabastecimento, corrupção e violência.