terça-feira, 2 de abril de 2013

Coreias: capitalismo X comunismo


As diferenças entre as Coreias

Por Edson Joel

A Coreia do Norte (que ameaça sua irmã do sul e alvos norte americanos com o uso de armas nucleares) anunciou um novo primeiro ministro para cuidar da economia do país que, sob regime comunista, nunca foi bem. Curiosamente Pak Pong Ju foi demitido do mesmo cargo em 2007 por propor métodos capitalistas.

A Coréia era um país único, dominado pelos chineses até 910 e, após, pelos japoneses até 1945. Terminada a segunda guerra mundial, começou, nesse período, a chamada "guerra fria" entre a então URSS e os Estados Unidos, uma disputa de ideologias. A Coreia do Norte tornou-se comunista e a do Sul, capitalista, depois de um confronto armado chamado de Guerra da Coreia que começou em 1950 (os norte coreanos invadiram e dominaram Seul) e terminou três anos depois com 4 milhões de mortos.

As diferenças entre os comunistas do norte e os sulistas capitalistas são gigantescas. A Coreia do Norte tem 24 milhões de habitantes e 18 milhões passam fome. O país depende da ajuda internacional já que sua economia é inexistente: produção industrial quase nula e a produção agrícola, também controlada pelo estado, vai mal. O governo é totalitarista.

No lado aposto, a Coreia do Sul tornou-se, 60 anos após sua guerra, uma das potências econômicas do mundo investindo maciçamente na educação. industrialização e consolidando a democracia, eleições livres e liberdades. As comparações beiram o ridículo:



Com infra-estrutura moderna, os sul coreanos são grandes fabricantes de equipamentos e aparelhos eletrônicos, carros, comunicações, semi-condutores e construção naval. Os norte coreanos desenvolvem a bomba atômica.