sábado, 2 de março de 2013

Prêmio Nobel da Paz: Os deputados gays devem se sentar na última fila do parlamento e fora dele também.


Lech Walesa, ex-presidente da Polônia e Nobel da Paz falando o que pensa


"Os deputados gays deveriam se sentar na última fila do parlamento". 

Foi assim que se expressou Lech Walesa, ex-presidente da Polônia e Prêmio Nobel da Paz, referindo-se aos deputados homossexuais. "Sou da velha escola e não vou mudar", disse Walesa depois das críticas.

"Eles representam uma minoria, por isso deveriam se sentar lá atras no parlamento e fora dele"  - disse o antigo mandatário polonês que foi dirigente do sindicato Solidariedade e símbolo da esquerda mundial.

Walesa disse que respeita a democracia construída pela maioria e não aceita que uma minoria queira toma-la como sua. "A maioria construíu a democracia e esta pertence à maioria" finalizou Walesa.

"Eu não quero essa minoria, com o qual eu discordo, mas eu tolero e compreendo, ir pra rua e tentar virar a cabeça dos meus filhos e netos ", comentou ele.

Walesa sabe que suas idéias "estão em desacordo com a sociedade atual" mas disse que não vai mudar. Esclareceu que respeita as diferenças, orientações e a identidade de cada um mas isso não muda a ordem estabelecida por séculos. "Nem quero ouvir sobre isso. Que façam entre eles e nos deixe em paz comigo e meus netos ".