domingo, 31 de março de 2013

A educação na Coréia do Sul: há 60 anos o país mais pobre do mundo


Há 60 anos a Coreia saia de uma guerra que a dividiu ao meio, arrasada e extremamente pobre. A do norte ficou sob o domínio da ditadura comunista, sob influência da extinta URSS. A do Sul, tão destruída quanto a de cima, livre e democrática, investiu na educação e em pouco tempo transformou-se numa das economias mais sólidas do mundo. 


Os pais dos jovens coreanos conseguiram passar aos seus filhos a importância do estudo. Na contra-partida, muitos jovens suicidam-se tamanha competitividade por notas que os levarão para as melhores faculdades. Os dirigentes agiram para tornar a vida dos jovens mais tranquilas sem abrir mão da qualidade do ensino. 

Mesmo estando na liderança em matéria de educação, os sul coreanos reclamam que ela está falida e pedem melhorias no sistema educacional. Os pais investem em escolas particulares e os seus filhos, depois de frequentarem o ensino público, estudam nas escolas privadas entre as 3 da tarde até as 11 da noite.

Acione a tradução para português