terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Polícia Federal investiga José Menezes

José Menezes foi eleito com 2.192 votos 

José Menezes, vereador eleito para a Câmara de Marília com 2.192 votos está sendo investigado pela Polícia Federal. Menezes não foi encontrado para receber  intimação para o depoimento. As denúncias feitas pelo vereador José Carlos Albuquerque dão conta de que ele, visto em fotos orando com pastores, teria oferecido um carro a um pastor em troca de apoio para a sua campanha. Ontem foram ouvidas testemunhas, inclusive dois pastores que depuseram durante 4 horas e negaram o fato. O carro em questão é um Fiesta no valor de R$ 27 mil. Menezes está fora da cidade e deve retornar em 10 dias. Yoshio Takaoka, nas mesmas condições, tinha sido preso pela PF, mas foi liberado mediante pagamento de fiança de R$ 30 mil. Pedro do Gaz, Herval Rosa Seabra e Domingos Alcalde sofreram as mesmas acusações.  Luiz Eduardo Nardi, o mais votado em Marília, também pode ser intimado a depor pelo fato de ter registrado pelo menos 20 plantas, na prefeitura, antes das eleições. Nadi é engenheiro. Marília teve as eleições municipais anuladas pelo Juiz Silas Silva Santos que cassou também o registro de Vinícius Camarinha, eleito com 61 mil votos. Vinícius aguarda decisão do recurso que impetrou no TRE SP. A diplomação dos eleitos ocorrerá dia 18 próximo.