terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Marcos Valério disse que mensalão pagou contas pessoais de Lula e Portugal Telecom depositou 7 milhões para o PT

Marcos Valério conta tudo

O jornal O Estado de São Paulo publicou que despesas pessoais de Lula foram pagos com dinheiro do esquema fraudulento e que essas informações foram dadas por Marcos Valério à Procuradoria Geral da República em setembro deste ano. Valério contou que fez depósitos para a empresa do ex-assessor da Presidência, Freud Godoy. Tal como Genoíno, Lula teria avalizado empréstimos do PT, também, no mesmo esquema do Banco Rural. Freud era conhecido como "faz tudo" de Lula e fazia parte dos "aloprados".

Valério também contou que foi Lula quem deu o "ok" para o PT tomar empréstimos do BMG e Rural para a compra de votos no congresso. Esse aval ocorreu em reunião no Palácio do Planalto com a presença de José Dirceu e Delúbio Soares, ambos condenados como corruptos e quadrilheiros. Delúbio, contou Dirceu, negociava em seu nome e no nome de Lula. Outra denúncia gravíssima do publicitário: Lula e o ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, negociaram com a Portugal Telecom, dentro do Palácio do Planalto, o valor de R$ 7 milhões para o PT. O dinheiro repassado pela Portugal Telecon foi recebido pela sua empresa e tem como provar.

Neste mesmo depoimento à Procuradoria Geral da República, Valério, pela primeira vez, contou sobre detalhes sobre outro caso escabroso envolvendo Lula e o PT: o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel, em janeiro de 2002. Foi nessa época que Paulo Okamoto,a mando de Lula, o procurou ameaçando de morte se não se comportasse.