terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Transição na prefeitura não parou

Foto: Ivan Evangelista
O processo de transição Toffoli/Vinícius, na prefeitura de Marília, continua em andamento, apesar da decisão em primeira instância que cassou o registro do prefeito eleito e anulou as eleições. O TRE deve anunciar decisão bem antes do dia 18 de dezembro, data da diplomação dos eleitos. Mantida a decisão, Marília terá novas eleições já no primeiro trimestre de 2013. Neste caso Vinícius estará inelegível e poderá lançar, com seu patrocínio,  outro nome como candidato. Considerando-se que já se elegeu poste em São Paulo, quem sabe o fenômeno se repita em terras marilienses. A escolha recairia em nome novo e "ilibado", sem o peso da rejeição com uns 55 a 60 anos de idade.

Vinícius saiu das eleições com 61 mil votos. Caso consiga transferir 40 mil, restariam, numa conta primária, 20 mil para serem disputados por Toffoli, Daniel e mais um, lançado pela mesma coligação de Vinícius para morder os votos dos dois. Vinícius "estaria eleito" de novo.