quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Ele fala o que acha, diz convidado

Joaquim Barbosa, novo presidente do STF
Barbosa critica tratamento privilegiado dado a réus com prestígio

Réus com prestígio político ou ricos tem recebido tratamento privilegiado do Poder Judiciário. Foi isso que disse Joaquim Barbosa no seu discurso de posse na presidência do STF, a mais alta corte de justiça do país. Ele diz que aspira a uma justiça “célere, efetiva e justa, sem firulas, sem floreios, sem rapapés”. Para ele “justiça que falha e que não tem compromisso com a sua eficácia impacta direta e negativamente sobre a vida do cidadão”. 

O Brasil ingressou no “seleto clube das nações respeitáveis”,e pode servir de modelo a outros países. Foi aplaudido quando criticou que um juiz de primeiro grau tenha que buscar apoio político entre seus pares para ser promovido. 

Dilma não falou. Ainda bem. Entre os convidados o ex-piloto Nelson Piquet que disse ser Barbosa "autêntico e bem transparente. Fala o que acha".